O que fazer quando sua cabeça está cheia de ideias e você não sabe o que fazer para empreender 2


Nossa! É esse o seu caso? Que sorte a sua! A maioria das pessoas não tem a mínima ideia do que fazer. Literalmente, não tem ideias. Querem empreender e não conseguem, porque lhes falta justamente inspiração para escolher o que vender. Sentem-se desmotivadas, se sonho algum. Aliás, posso falar com muita propriedade sobre isso, pois até pouco tempo atrás passava por essa indecisão também. E quando pergunto para meus clientes sobre seus sonhos, a maioria me olha com aquele olhar atônito e diz:

– De que Planeta você saiu, ser alienígena? Sonho? Que sonho?

Se você tem ideias, comemore já. E muito! Depois, te digo o que fazer: liste todas essas ideias em uma folha de papel, computador, tablet. Use o que te agrada mais, mas não deixe de fazer a lista para ter um meio de pesquisa quando for necessário. O que está em nossa cabeça apenas acaba se perdendo. Temos um insight mega blaster powerful  na hora do banho. Você acha mesmo que vai lembrar dele cinco dias depois? Então, anote-o. Enquanto escreve, fique atenta já nesse momento para qual ideia seu coração bate mais forte. Escute-se, ouça sua voz interior, confie em seus sentimentos. E não deixe que a “razão” interfira nesse processo.

Deixa eu te contar uma história interessante. Eu estava, duas semanas atrás, trabalhando com uma jovem cliente, na casa dos 20 anos. Ela chegou até meu escritório em razão de uma indecisão profissional. Havia uma série de caminhos que poderia seguir, mas em todos via algumas dificuldades. Seu desejo, naquele momento, era se tornar estagiária de uma determinada empresa, batalhar muito para tentar ser efetivada como funcionária. Depois, se tudo desse certo, passaria a gerente e cresceria muito. Justificava sua escolha em razão de possuir o valor de segurança muito alto.

Então, lhe perguntei:

– Se você tivesse todo o dinheiro do mundo, o que faria? Continuaria interessada nessa empresa ou buscaria outra colocação?

Ela respondeu:

– É que sou muito racional, penso nos prós e contras. Eu mudaria, mas hoje é o que eu acho mais importante, mais racional mesmo. Depois de estabelecida eu buscaria minhas paixões.

Então foi minha vez:

– E existe coisa mais irracional do que fazer planos para muitos anos, que te levarão boa parte de tua juventude, para ter que recomeçar lá na frente? Tem coisa mais irracional do que escolher não trabalhar com aquilo que nos apaixona?

A cliente ficou chocada. Não se recompôs durante toda a sessão. Na outra, voltou modificada, com um brilho intenso no olhar, sorrindo aquele sorriso de 32 dentes sabe?

Agora pergunto a você: dessa lista de ideias, qual é a que te deixa apaixonada? Veja bem: não estou te perguntando qual dessas ideias você vê como capaz de trazer dinheiro. Esse é um problema para o qual acharemos solução em outro momento.Não coloque os problemas que poderá enfrentar (você nem sabe realmente se topará com um deles realmente!) na frente de tudo. Antes, decida o que quer fazer de sua vida. Problemas você irá enfrentar em qualquer das escolhas que fizer. Empreender é isso: resolver problemas uma boa parte do dia. Então, esqueça os problemas, porque de qualquer forma vai ter que enfrentá-los. Se é para ter problemas, porque não fazendo algo que você realmente gosta?

Pense naquilo que é natural em você, naquilo que você faz bem desde que se conhece por gente. Pense em seus talentos, mas não apenas nisso. Pense no que é talento e que você tem prazer em fazer. O que você faria até de graça? Porque talentos temos vários, mas alguns deles não nos trazem tanta satisfação quando os exercemos.Não tenha preconceitos nesse momento. Quer dizer, em nenhum momento de sua vida, ainda mais nesse. Não imagine o que seus amigos vão pensar, no que seu pai diria ou na cara feia do vizinho.

Eu, por exemplo, adoro ler, escrever e falar com pessoas, ouvir seus problemas, suas dificuldades, ajudá-las. Amo o universo da palavra. E tenho as habilidades necessárias para lidar com tudo isso. Tenho habilidade também para a matemática também, mas não amo trabalhar com números e morreria de tédio se tivesse que ganhar a vida através dela.

Leia um dos meus textos, escrito com muito amor, aqui

Mais uma ajudinha básica: se eu te deixasse no meio de uma livraria, para que setor você iria? Que tipo de livro compraria? E o que você faz em suas horas de lazer? Sim, lazer! Porque você acha que trabalho tem que ser sofrido? Pense bem nisso tudo que eu disse e me responda: não é uma sensação maravilhosa encontrar essa paixão que estava escondida?

Seu próximo passo é listar formas de ganhar dinheiro com essa paixão. Liste tudo, novamente, sem preconceitos. Saia do quadrado, pense diferente, pense como sua paixão pode resolver os problemas das outras pessoas. Mas deixe a cabeça voar, criar. Quem disse que o seu empreendimento tem que ser igual aos outros? Hoje, todo mundo é igual. Ganha quem se diferencia.

Te vejo na próxima postagem?


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “O que fazer quando sua cabeça está cheia de ideias e você não sabe o que fazer para empreender